Notícias


Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

12/04
2018

Cemafauna relembra a importância do limite de velocidade dentro do CCA Univasf

Os atropelamentos de animais silvestres continuam acontecendo no Campus de Ciências Agrárias da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf). Na manhã desta quarta-feira, 11, a médica veterinária Adriana Alves, do Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna Caatinga) avistou uma fêmea de cachorro-do-mato (Cerdocyon thous) morta por atropelamento no trecho próximo ao Hospital Veterinário Universitário (HVU).

Há exatos dois anos após o lançamento da Campanha pela Conscientização no Trânsito no CCA da Univasf em Petrolina, o Cemafauna relembra à comunidade acadêmica (discentes, docentes e servidores) sobre a importância de respeitar o limite de velocidade dentro do Campus que é de 40km/h. “Esse ano, por conta das chuvas, é provável que o número de animais dentro do campus aumente. A frequência desses animais fazendo a travessia entre as pistas será constante e portanto maior será o risco de atropelamentos”, disse Alves.

A veterinária ressalta ainda a importância da biodiversidade existente na fazenda onde são avistados, por exemplo, furão, cachorro-do-mato e até mesmo espécies consideradas em risco de extinção como o gato-mourisco. Pássaros, répteis e pequenos vertebrados estão entre os mais colididos.

Segundo pesquisa realizada pelo Centro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE) da Universidade Federal de Lavras, em Minas Gerais, somente este ano já foram mais de 130 milhões de animais silvestres mortos por atropelamentos nas rodovias nacionais. O CBEE agora conta com o auxílio do aplicativo chamado “Sistema Urubu”, de acordo com o site, para reunir, sistematizar e disponibilizar informações sobre a mortalidade de fauna selvagem nas rodovias e ferrovias e tem por objetivo auxiliar o governo e as concessionárias na tomada de decisão para redução destes impactos.

“Mais uma vez, fazemos um apelo para que as pessoas que frequentam o Campus de Ciências Agrárias da Univasf respeitem as sinalizações existentes, a legislação de trânsito em vigor e valorizem a importância da vida silvestre visto que nos outros campus da Univasf entre Petrolina e Juazeiro não é possível conviver com tamanha diversidade”, lembra Alves.

 

Fonte: Texto e foto - Jaquelyne Costa/ Ascom Cemafauna
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
1 2 3 4 5 6

Agende sua visita

Para agendar sua visita clique aqui e preencha o formulário. Em breve entraremos em contato.

Ficaremos felizes com sua visita.

Nossa atuação

O Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga tem sua sede em Petrolina-PE, mas sua área de atuação estende-se por todo o semiárido nordestino do Brasil, que compreende uma extensão de 982.563,3 km². Além dos diversos municípios que abrigam a obra do Projeto de Integração do São Francisco nos estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará, o Centro também realiza ações no estado da Bahia participando de operações de fiscalização ambiental a exemplo da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) realizada pelo Ministério Público da Bahia em parceria com diversos órgãos ambientais. 

Quem somos e o que fazemos? Confira aqui!

Nessa reportagem, exibida no programa "Como Será?" no dia 11 de julho de 2015, você confere como é feito o trabalho de conservação e manejo de fauna realizado pelos analistas ambientais, professores e estagiários do Cemafauna Caatinga, nas áreas sob influência do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF).  

Conheça o trabalho do Cemafauna Caatinga assistindo este vídeo.

O Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga tem como missão desenvolver práticas de cunho socioambiental, buscando preservar o meio ambiente em favor dos animais do bioma caatinga. Para tanto, viabiliza ações nos âmbitos estrutural, tecnológico, educacional e pedagógico, nutricional e humano. 

Compre aqui seu exemplar de 'Caatinga Selvagem'!

Acesse o link acima e saiba como adquiri-lo. 

Em fevereiro/2012 um grupo contendo 46 Amazona aestiva, oriundos do comércio ilegal, foram liberados em um recinto com área de aproximadamente 750m² e com 8 metros de altura. Em abril/2012, 04 (quatro) ovos de A. aestiva foram encontrados nos troncos, mostrando que é possivel estabelecer um programa sério de reabilitação dessa espécie e de outras espécies. Esse projeto é uma parceria entre a CPRH, IBAMA-Recife e CEMAFAUNA.

Serviços

¬ mais serviços

CEMAFAUNA CAATINGA

Campus Ciências Agrárias, BR 407, Km 12, lote 543, Projeto de Irrigação Nilo Coelho - S/N C1 CEP. 56.300-000, Petrolina - Pernambuco - Brasil - www.cemafauna.univasf.edu.br

(87) 2101-4853 / 2101-4821 / 2101-4818

cemafauna@univasf.edu.br

 

UNIVASF

Fundação Universidade Federal do Vale do São Franscisco