Notícias


Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

22/11
2018

Proposta de criação de Unidade de Conservação na Caatinga segue para Conselho Estadual do Meio Ambiente em Recife, PE

Foram realizadas nos dias 13 e 14 de novembro nos municípios de Salgueiro e Cabrobó-PE, respectivamente, as consultas públicas para a apresentar a proposta de criação da Unidade de Conservação Refúgio de Vida Silvestre (RVS) Serras Caatingueiras, em uma área de 21,6 mil hectares. A proposta surgiu após estudos realizados pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em virtude do Programa Básico 23 – PBA 23 do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF), por meio do Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna Caatinga) e o Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental (NEMA).

O Cemafauna Caatinga e o Nema começaram a tratar sobre as pesquisas em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (Semas), Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Prefeituras de Salgueiro e Cabrobó, sertão de Pernambuco. Representando a Univasf estiveram presentes os analistas ambientais Jéssica Viviane Amorim (Cemafauna Caatinga) e Luis Colho (Nema), cada um apresentando os aspectos fundamentais para a criação da proposta no que concerne a conservação da fauna e flora da Caatinga, apontando espécies que precisam de uma atenção maior para que não sejam consideradas extintas da natureza.

As consultas tiveram o objetivo de apresentar a proposta ao público desses municípios, dialogando sobre as perspectivas e anseios da comunidade presente para a criação dessa unidade. O próximo passo será a apresentação da proposta ao conselho estadual do meio ambiente em Recife que acontecerá na próxima sexta-feira, 23.

De acordo com Jéssica Viviane, a participação do Centro nessa proposta é proporcionar mais um aliado à conservação de espécies ameaçadas de extinção, dentre o inventário de mais de 320 espécies na região. “Esse quantitativo demonstra que a área é muito importante pela elevada riqueza de espécies, contando cinco espécies endêmicas, algumas ameaçadas de extinção como a onça-parda, o gato-mourisco, mocó. Além disso, a região também se destaca pelo registro de uma nova espécie, a Melanis caatingensis”, informou a bióloga. 

 

Fotos: Flávia Cavalcanti

Fonte: Jaquelyne Costa/ Ascom Cemafauna
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
1 2 3 4 5 6

Agende sua visita

Para agendar sua visita clique aqui e preencha o formulário. Em breve entraremos em contato.

Ficaremos felizes com sua visita.

Nossa atuação

O Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga tem sua sede em Petrolina-PE, mas sua área de atuação estende-se por todo o semiárido nordestino do Brasil, que compreende uma extensão de 982.563,3 km². Além dos diversos municípios que abrigam a obra do Projeto de Integração do São Francisco nos estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará, o Centro também realiza ações no estado da Bahia participando de operações de fiscalização ambiental a exemplo da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) realizada pelo Ministério Público da Bahia em parceria com diversos órgãos ambientais. 

Quem somos e o que fazemos? Confira aqui!

Nessa reportagem, exibida no programa "Como Será?" no dia 11 de julho de 2015, você confere como é feito o trabalho de conservação e manejo de fauna realizado pelos analistas ambientais, professores e estagiários do Cemafauna Caatinga, nas áreas sob influência do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF).  

Conheça o trabalho do Cemafauna Caatinga assistindo este vídeo.

O Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga tem como missão desenvolver práticas de cunho socioambiental, buscando preservar o meio ambiente em favor dos animais do bioma caatinga. Para tanto, viabiliza ações nos âmbitos estrutural, tecnológico, educacional e pedagógico, nutricional e humano. 

Compre aqui seu exemplar de 'Caatinga Selvagem'!

Acesse o link acima e saiba como adquiri-lo. 

Em fevereiro/2012 um grupo contendo 46 Amazona aestiva, oriundos do comércio ilegal, foram liberados em um recinto com área de aproximadamente 750m² e com 8 metros de altura. Em abril/2012, 04 (quatro) ovos de A. aestiva foram encontrados nos troncos, mostrando que é possivel estabelecer um programa sério de reabilitação dessa espécie e de outras espécies. Esse projeto é uma parceria entre a CPRH, IBAMA-Recife e CEMAFAUNA.

Serviços

¬ mais serviços

CEMAFAUNA CAATINGA

Campus Ciências Agrárias, BR 407, Km 12, lote 543, Projeto de Irrigação Nilo Coelho - S/N C1 CEP. 56.300-000, Petrolina - Pernambuco - Brasil - www.cemafauna.univasf.edu.br

(87) 2101-4853 / 2101-4821 / 2101-4818

cemafauna@univasf.edu.br

 

UNIVASF

Fundação Universidade Federal do Vale do São Franscisco