Notícias


Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

18/01
2019

Cemafauna recebe estudantes da UCSal e apresenta ações desenvolvidas no PISF

Durante o evento do Plano de Ação Nacional para Conservação dos Répteis e Anfíbios Ameaçados de Extinção do Nordeste - PAN Herpetofauna do Nordeste promovido pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios (RAN), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) realizado na cidade de Salvador em setembro de 2018, houve, nessa ocasião, interesse dos alunos do curso de Bacharelado em Ciências Biológicas da Universidade Católica de Salvador (UCSal) para visitar o Cemafauna. O intuito era conhecer as atividades de resgate de fauna do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF), obra do Ministério da Integração Nacional.

O convite foi formalizado pelo professor doutor Moacir Santos Tinoco em novembro de 2018. Ele é professor e orientador dos alunos no projeto do PAN Herpetofauna do Nordeste e alguns outros projetos como o Calango do Abaeté. Vieram duas turmas para uma capacitação técnica voluntária: a primeira veio no período de 8 a 17 e a segunda de 15 a 24 de janeiro compostas pelos estudantes José Augusto Machado Souza Júnior, Máira Santos Lopes, Mateus da Silva Bonfim, Hugo de Araújo, Letícia Azevêdo Sá dos Santos e Nara Júlia Lima dos Santos, todos alunos do curso Bacharelado em Ciências Biológicas da UCSal.

As turmas visitaram os eixos Norte e Leste, as Estações de Bombeamento (EBI 1 e EBV 1), os reservatórios Tucutu, Negreiros, Porcos, Atalho (eixo norte) e os reservatórios Areias, Braúnas, Mandantes, Salgueiro e Barro Branco (eixo leste), passando pelos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. Conheceram também o local da captação da água do Rio São Francisco nos dois eixos. Eles ficaram quatro dias em campo realizando resgate de fauna nas frentes de serviço do Ramal do Agreste em Sertânia-PE e participaram de atividades de supressão mecânica, supressão manual com motosserras, retirada de expurgo (restos vegetais) e soltura dos animais em áreas preservadas de caatinga. Além disso, acompanharam a rotina de trabalho dos analistas ambientais em campo, trabalharam com grupos de fauna que ainda não haviam tido contato antes como mamíferos e aves.

Para José Machado, a oportunidade de conhecer o Cemafauna e todo o trabalho desenvolvido é importante, pois vivenciaram momentos inéditos e puderam conhecer ainda mais sobre a biodiversidade da caatinga. “Foi uma experiência muito gratificante, um aprendizado imenso para mim e para meus colegas e com certeza vai ser muito inesquecível! Agradeço a todos que participaram disso com a gente”, celebrou.

“No último dia, todos eles estiveram no Cemafauna para uma visita técnica, conheceram toda a estrutura física, laboratórios, Museu de Fauna, coleções científicas, CETAS e recintos de reabilitação dos animais. Desejamos sucesso na caminhada e que eles possam exercer a biologia com muito amor como fazemos por aqui”, ressaltou a bióloga e analista ambiental do Centro, Thamires Campos.

 

Fotos: Arquivo Thamires Campos

Fonte: Jaquelyne Costa/Ascom Cemafauna
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
1 2 3 4 5 6

Agende sua visita

Para agendar sua visita clique aqui e preencha o formulário. Em breve entraremos em contato.

Ficaremos felizes com sua visita.

Nossa atuação

O Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga tem sua sede em Petrolina-PE, mas sua área de atuação estende-se por todo o semiárido nordestino do Brasil, que compreende uma extensão de 982.563,3 km². Além dos diversos municípios que abrigam a obra do Projeto de Integração do São Francisco nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte, o Centro também realiza ações no estado da Bahia participando de operações de fiscalização ambiental a exemplo da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) realizada pelo Ministério Público da Bahia em parceria com diversos órgãos ambientais. 

Quem somos e o que fazemos? Confira aqui!

Nessa reportagem, exibida no programa "Como Será?" no dia 11 de julho de 2015, você confere como é feito o trabalho de conservação e manejo de fauna realizado pelos analistas ambientais, professores e estagiários do Cemafauna Caatinga, nas áreas sob influência do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF).  

Conheça o trabalho do Cemafauna Caatinga assistindo este vídeo.

O Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga tem como missão desenvolver práticas de cunho socioambiental, buscando preservar o meio ambiente em favor dos animais do bioma caatinga. Para tanto, viabiliza ações nos âmbitos estrutural, tecnológico, educacional e pedagógico, nutricional e humano. 

Compre aqui seu exemplar de 'Caatinga Selvagem'!

Acesse o link acima e saiba como adquiri-lo. 

Em fevereiro/2012 um grupo contendo 46 Amazona aestiva, oriundos do comércio ilegal, foram liberados em um recinto com área de aproximadamente 750m² e com 8 metros de altura. Em abril/2012, 04 (quatro) ovos de A. aestiva foram encontrados nos troncos, mostrando que é possivel estabelecer um programa sério de reabilitação dessa espécie e de outras espécies. Esse projeto é uma parceria entre a CPRH, IBAMA-Recife e CEMAFAUNA.

Serviços

¬ mais serviços

CEMAFAUNA CAATINGA

Campus Ciências Agrárias, BR 407, Km 12, lote 543, Projeto de Irrigação Nilo Coelho - S/N C1 CEP. 56.300-000, Petrolina - Pernambuco - Brasil - www.cemafauna.univasf.edu.br

(87) 2101-4853 / 2101-4821 / 2101-4818

cemafauna@univasf.edu.br

 

UNIVASF

Fundação Universidade Federal do Vale do São Franscisco